quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Caçapava, Mãe Acolhedora

Por Edison Aran Nunes Krusser 

Crônica classificada, em primeiro lugar, no Concurso Cultural “Expresse seu amor por Caçapava do Sul – 182 anos”.

Caçapava da neblina que toca o topo do morro, se misturando às almas dos pioneiros revisitando o Forte inacabado. Das fontes que brotam lágrimas renovadas, alimentando cascatas brilhantes, deste abençoado georrico. D’uma clareira que espera iluminada a visita do prometido. Amada que ama com um amor que nos atravessa. Esperança n’Assunção guiando o braço deste povo brioso. Segredos levados pelo vento, para o vão da pedra. Da lembrança de heróis numa temporalidade que nos toca... E se vai. Saúdo! Símbolo da força e fibra, próprias dos Do Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário