quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Caçapava e o tempo

Por Jacques Duarte Cassel

Poesia classificada, em primeiro lugar, no Concurso Cultural “Expresse seu amor por Caçapava do Sul – 182 anos”. 

No princípio

Vulcões, magma

Vento, rochas

Vida

Mata virgem

Megatério

Charruas

Clareira na mata

Luta de fronteiras

Acampamento militar

Paragem de Caçapava

Aventureiros, bandeirantes

Tropeiros, sesmeiros

Povoamento

Água de bica

Fonte do mato

Fonte do conselheiro

História viva

Capital Farroupilha

Casa dos Ministérios

Forte Dom Pedro Segundo

Igreja Matriz

Ossos do megatério

Presença Centenária

Figueira do Conselheiro

Magnólia da Rua Quinze

O testemunho das pedras

A do Segredo

Guaritas

Paralelepípedos

História incrustada

Na terra

Nos campos

Nas ruas

Na memória ancestral

Grande afeto

Respeito

Dever

Transmutam-se

                   Em

                      Preservação

Nenhum comentário:

Postar um comentário