quarta-feira, 24 de maio de 2017

Passeio Literário com Dona Kombi

A 27ª Feira do Livro de Caçapava inovou, neste ano, com o “Passeio Literário com Dona Kombi”, percorrendo algumas escolas do município para promover a  Feira e realizar atividades de contação de histórias. 

Pensada pela comissão organizadora como uma alternativa para incentivar a leitura e auxiliar na formação de leitores, levando livros, músicas, personagens e toda ludicidade da literatura infantil para dentro das escolas, promovendo o acesso aos livros e ao mundo mágico dos contos infantis pelas crianças.

Através da SEDUC, representada por Adriana Pereira Freitas, as escolas tomaram conhecimento da “novidade” e imediatamente manifestaram interesse. 

Entusiasmados e ainda experimentando a ideia, “convocamos” as queridas professoras aposentadas, Adélia Leão de Rosso e Opalina Teixeira para serem as contadoras de histórias. Prontamente elas  assumiram divertidos papéis, como  Dona Felicidade, a Dona Maricota, a Loira da Kombi, a Dona Florzinha e outros que, assim como o famoso Pirata Paim, o dono da Kombi,  fascinaram as crianças com suas fantasias engraçadas e, principalmente, com o imenso carinho e atenção que dedicaram às crianças.

Tudo devidamente registrado e filmado. Renata Miranda, integrada também ao “Cultura Itinerante”, projeto de extensão da Unipampa, garantiu as divertidas filmagens.

Apesar de muitas solicitações e demonstrações de interesse recebidos pela equipe da SEDUC, em razão dos compromissos do proprietário da Kombi, só conseguimos visitar quatro escolas, EMEI Dionéia Soares, Instituto Municipal de Educação, EMEF Patrício Dias Ferreira e EMEI Alfredo Duarte, onde nos sentimos verdadeiros personagens de contos de fadas.

Foram recebidos com muita alegria, boa vontade e carinho, por diretores e professores das escolas que visitamos. O público, as crianças, motivadas, curiosas, receptivas. Encantadoras.

As contadoras escolheram as histórias entre os clássicos da literatura infantil, incluindo livros de Cadu  de Angélica Rizzi,  autores presentes nesta Feira.

Levaram muitos livrinhos de histórias infantis, fantasias e adereços, como óculos, chapéus, perucas, que ficavam à disposição das crianças, num espaço ao ar livre (preferencialmente). Durante os minutos iniciais, as crianças ficavam livres para fantasiar-se, tocar, olhar, observar ou ler os diferentes livros, acomodados nos tapetes e almofadas que colocadas na frente da Kombi, cedida pela  Rádio Portal FM e  conduzida pelo  Pirata Paim.

Em seguida a este momento de descontração, depois que as crianças se acostumavam e se apaixonavam pelo pirata e pelas “contadoras”, interagindo com os coleguinhas, professores e personagens, era o momento de ouvir uma história, de preferência com a participação de todos.

Pela alegre e simpática recepção de direções e professores, pela alegria e interação das crianças, pelo apoio, parceria e colaboração da SEDUC, o grupo prometeu voltar e se aprimorar com atividades lúdicas na próxima Feira.
Quem sabe até, antes disso, neste ano ainda, poderemos esticar um pouco mais os trajetos? Vivemos momentos de muita emoção, ternura e encantamento. Queremos bis.

Professora  Rosalilia S. Torres Delabary

Integrante da Comissão Organizadora da Feira do Livro

Feira do Livro tem Tour Urbano, no dia 18

Fontes:
Para olhar, contemplar e refletir sobre a história e cotidiano que o Museu Caçapavano promoveu um passeio no setor cultural de Caçapava do Sul para celebrar o Dia Internacional dos Museus, comemorado mundialmente no dia 18 de maio.

O slogan do Museu Caçapavano é “Memória, Identidade e Cotidiano” e no passeio foi tomado de sensações pelos participantes ao visitar lugares de significativo cunho histórico-cultural da cidade.

O passeio teve início na esquina efervescente na época farrapo e na primeira metade do século XX, atualmente parte das edificações em ruínas, localizada na Rua Borges de Medeiros com a Rua Sete de Setembro, onde se localiza a Casa dos Ministérios, o Club Recreativo 1° de Maio, a Casa Borges de Medeiros e a Igreja Matriz Nossa Senhora da Assunção.

A seguir, o grupo circulou no Largo Farroupilha, com vistas ao Instituto Estadual de Educação Dinarte Ribeiro e ao Clube União Caçapavana, a Praça Rubens da Rosa Guedes e visitou a parte interna da Igreja Matriz Nossa Senhora da Assunção, onde foi relembrado a recente revelação dos sinos missioneiros.

O Centro Municipal de Cultura Arnaldo Luiz Cassol e o foi o terceiro ponto de visitação, onde o grupo foi recebido pelos responsáveis da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, com explanação do Museu Municipal Lanceiros Negros.

Com o circuito das águas, que inclui a Fonte do Conselheiro, o Parque da Fonte do Mato e a Pipa do Noca, prosseguiu-se o passeio finalizando, neste ponto, com o CTG “Sentinela dos Cerros”.

O Forte D. Pedro II foi a penúltima paragem e finalizou-se o Tour com um café oferecido pelos anfitriões da Chácara do Forte.

Este evento fez parte da 27° Feira do Livro de Caçapava do Sul, teve apoio da Unipampa, e contou com a presença de representantes de projetos ligados ao setor de cultura e turismo e da educação de Caçapava do Sul e da Arquiteta e Escritora Liana Timm, que presenciou o Museu Municipal Lanceiros Negros.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Tour Urbano no Setor Histórico e Cultural de Caçapava do Sul

Para olhar, contemplar e refletir sobre a história e cotidiano que o Museu Caçapavano promoveu um passeio no setor cultural de Caçapava do Sul para celebrar o Dia Internacional dos Museus, comemorado mundialmente no dia 18 de maio.
O slogan do Museu Caçapavano é “Memória, Identidade e Cotidiano” e no passeio foi tomado de sensações pelos participantes ao visitar lugares de significativo cunho histórico-cultural da cidade.
O passeio teve início na esquina efervescente na época farrapo e na primeira metade do século XX, atualmente parte das edificações em ruínas, localizada na Rua Borges de Medeiros com a Rua Sete de Setembro, onde se localiza a Casa dos Ministérios, o Club Recreativo 1° de Maio, a Casa Borges de Medeiros e a Igreja Matriz Nossa Senhora da Assunção.
A seguir, o grupo circulou no Largo Farroupilha, com vistas ao Instituto Estadual de Educação Dinarte Ribeiro e ao Clube União Caçapavana, a Praça Rubens da Rosa Guedes e visitou a parte interna da Igreja Matriz Nossa Senhora da Assunção, onde foi relembrado a recente revelação dos sinos missioneiros.
O Centro Municipal de Cultura Arnaldo Luiz Cassol e o foi o terceiro ponto de visitação, onde o grupo foi recebido pelos responsáveis da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, com explanação do Museu Municipal Lanceiros Negros.

Com o circuito das águas, que inclui a Fonte do Conselheiro, o Parque da Fonte do Mato e a Pipa do Noca, prosseguiu-se o passeio finalizando, neste ponto, com o CTG “Sentinela dos Cerros”.
O Forte D. Pedro II foi a penúltima paragem e finalizou-se o Tour com um café oferecido pelos anfitriões da Chácara do Forte.

Este evento fez parte da 27° Feira do Livro de Caçapava do Sul, teve apoio da Unipampa, e contou com a presença de representantes de projetos ligados ao setor de cultura e turismo e da educação de Caçapava do Sul e da Arquiteta e Escritora Liana Timm, que presenciou o Museu Municipal Lanceiros Negros.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

18 de maio – Dia Internacional dos Museus

O Dia Internacional dos Museus foi criado em 1977, através da iniciativa do ICOM – Conselho Internacional de Museus, um organismo que integra a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). O objetivo desta data é incentivar a população ao hábito de visitar e apreciar os museus, seja virtual ou físico.

Para Rafael Teixeira Chaves, Graduando do 8º Semestre em Museologia pela Universidade Federal de Pelotas – UFPel – um idealizador do Projeto do Museu Caçapavano “museu é um local de memória e compartilhamento e de representações voltadas a interatividade com as pessoas. O museu não é um local de coisas velhas, é um local de proteção das memórias.”
Rafael diz que Caçapava ganhou um novo museu, o “Museu Caçapavano”, que ainda está somente no mundo virtual, nas redes sociais, mas que já tem uma grande memória invisível de Caçapava.”

As instituições de memórias do Brasil inteiro estão com atividades culturais, exposições, palestras enriquecendo cada vez mais a cultura possibilitando uma aproximação com os visitantes. O Museu Caçapavano faz a sua parte com um passeio, sob olhar da Arquiteta e Escritora Liana Timm, no setor urbano, cultural e histórico de Caçapava do Sul para marcar este dia, dentro da programação da 27° Feira do Livro.
Venha conosco!

Exposição: Produtos da Oficina de História em Quadrinhos

Iniciou nesta segunda-feira, dia 15, no espaço cultural da Câmara de Vereadores a exposição Oficina de História em Quadrinhos, ministrada por Lislair Leão Marques.

A exposição faz parte das atividades culturais, literárias e artísticas da 27º edição da Feira do Livro de Caçapava do Sul. O trabalho é resultado dos produtos da oficina que teve como proposta desenvolver habilidades em desenho e roteiros baseados no monomito “A Jornada do Heroi” de Joseph Campbell.

Participam da mostra os alunos João Guilherme Schumacher e Martin Garcia Mayora.

Os trabalhos ficarão expostos até o dia 19 de maio, data de encerramento da exposição. O horário para visitação do público é o de expediente da Câmara, das 9 às 15 horas.