sexta-feira, 24 de junho de 2011

XXI Feira do Livro




O escritor caçapavano Alcy Cheuiche mencionou a Feira do Livro de Caçapava do Sul, como um modelo de feira, cuja relação livro, escritor e leitor acontece através da valorização e mobilização da comunidade, que participa ativamente em todo o processo de realização do evento, seja: nas participações artísticas e literárias, no planejamento e execução do evento, no estímulo a cultura a novas gerações que se apresentam, realizam oficinas, assistem os escritores e lêem.
No decorrer dos dez dias de feira o espaço cultural permaneceu lotado, com a passagem, dos escritores de Luiz Augusto Fischer, Liana Timm, Marô Barbieri, Elmar Bones, Ivo Benfatto. Dos escritores locais destacaram os lançamentos dos livros de Alcy Cheuiche, “João Cândido, o Almirante Negro”, da família Severo o livro “Entrevero” do escritor  Rivadávia Severo, o livro “Não houve tempo para Adeus” da autora Lucya Machado e as publicações de Tatiana Tavares Leão.
Mais de 40 expressões artísticas caçapavanas, do pop ao clássico, canto, dança, teatro, música e poesia passaram no palco enriquecendo e diferenciando o evento: os Corais: Municipal, Infanto-Juvenil, Vivência e Saúde; as músicas do “Grupo Sul em Canto”, Duda Brito e Jordana Henriques; as danças folclóricas das Invernadas Artísticas dos CTG’s “Sentinela dos Cerros”, “Sentinela do Forte”, “Pampa e Querência” e “Família Nativista” e o Grupo de Arte Nativa “Os Chimangos”; expressões cultuais como Projeto “Essa é a Nossa Cara”, “Studio de Danças Fonso Nobre”, Dança afro-brasileira “Bambaquererê”, “Grupo Clara Nunes” com a coreografia “Anita”, Grupo de Dança “Roda de Chimarrão”, Academia MIX Dance, “Artes Marciais da Academia Phisical”, “Grupo de Country”, Academia Espaço Dança Fazendo Arte.
Ainda, as peças teatrais VagaMundo, Grupo Pandorga da Lua e “Saltimbancos” do Grupo de Teatro “Fazendo Arte”, Teatro de Bonecos “Trupi de Trapu” baseado no livro “O Ventríloquo”. Com música participaram “Novos Talentos”, alunos de violão da Prof. Adriana Leal Dias e Banda Municipal Dr. Cyro Carlos de Melo. Com apresentação de recitais de poesias brilharam Luana Raquel Vojciehoswki, Geíza Teixeira e Dieniffer Flores. Ponto de Cultura e CTG Clareira da Mata homenagearam os 60 anos da Rádio Caçapava. Participaram também a AABB comunidade, APAE e várias escolas.
Dentre o brilho de tantos, ressalta “Bambaquererê”, apresentado pelo Grupo Filhos de Ghandi da Escola Municipal Augusto Vitor Costa, uma dança de conjunto com formação em círculo, caracterizada pela batida de palmas, enquanto um par solista dança ao centro da roda e culmina sua exibição com uma umbigada. O ritmo forte é dado por instrumentos de percussão e encantou a Representante da Regional Sul do Ministério da Cultura, Margarete Moraes, que expressou a intenção de transformar a dança em Patrimônio Material.
Margarete Moraes também destacou o Ponto de Cultura, que oferece a comunidade oficinas que trabalham a criatividade, imaginação, integração e auto-estima. Este trabalho partiu de uma iniciativa voluntária da sociedade, desde 2007, que buscando os editais do MINC, conseguiu conveniar com o Ministério da Cultura, passando a  incentivar as diversas formas de manifestações culturais gaúchas da comunidade caçapavana, valorizando saberes, oferecendo aos participantes oportunidades para descobrirem suas habilidades.
Intensa visitação a exposição de fotografias “Caminhos do Sul da América” no Hall I.E.E. Dinarte Ribeiro foi registrado, cujas fotografias ilustraram os espaços das Oficinas Literárias que também foram bastante concorridas.
A Comissão Organizadora do evento literário “Caçapava do Sul uma Cidade que Lê” encerrou as atividades com satisfação. Enfim, o Coordenador do evento, Pedro Vanolin Macedo, contabiliza sucesso na 21º edição da Feira do Livro de Caçapava do Sul.

Editado no website Farrapo em 31/05/2011, Cpforte em 01/06/2011 e impressa no Jornal do Pampa em 01/06/2011, Jornal da Campanha em 02/06/2011 e A Razão em 02/06/2011,

Nenhum comentário:

Postar um comentário